Brincar é coisa séria

Mais do que momentos de diversão, a brincadeira auxilia na aprendizagem e ajuda a elaborar as emoções

Crianças aprendem quando brincam

Brincar é mais do que uma forma de se divertir e passar o tempo. Quando uma criança brinca, elabora sentimentos, aprende a lidar e identificar as emoções, trabalha o relacionamento interpessoal e muito mais. O que é perceptível é que muitas famílias têm conseguido pouco tempo e algumas dificuldades para trabalhar a criatividade, para poder vivenciar a brincadeira de uma forma intensa. Acredite

, sempre será vantajoso dedicar seu tempo para brincar com os filhos.

Durante a brincadeira, a criança consegue internalizar conceitos de uma forma leve e divertida, elaborar questões emocionais, vivenciar a fantasia e abrir as portas para a imaginação e usar a criatividade. Neste momento, a aprendizagem acontece naturalmente, ao mesmo tempo que descobre o mundo ao seu redor e interage com os mais variados estímulos.

Os formatos e possibilidades do brincar são inúmeros, seja sozinho ou acompanhado, com ou sem brinquedo. Independente da forma, a brincadeira vai permitir que a criança trabalhe a frustração, internalize valores e forme vínculos. Cada criança tem seus interesses e vai buscar o que lhe agrada em cada momento ou situação. Tente não direcionar e não ficar corrigindo a brincadeira dela. Damos a ela a chance de descobrir algo novo, de arriscar e de assumir os próprios erros, quando deixamos a criança livre para testar e inventar.

Aproveite para entrar na brincadeira. Quando foi que tivemos a absurda ideia de que adulto não brinca? Você pode aproveitar a infância das crianças com quem convive para soltar a imaginação e reviver as alegrias que tinha nas suas brincadeiras. O lúdico relaxa, deixa a vida mais leve e te ajuda a ver as coisas por outros ângulos. Busque coisas que podem fazer juntos, lembre-se de que você é o adulto da relação e é você quem deve se adaptar à brincadeira e não o contrário. Respeitar o tempo e os limites de entendimento do outro é fundamental.

Criança deve ser criança e elas correm e fazem bagunça, sim. Isto é sinal de saúde e vitalidade. Quando se tem filhos em casa, tem massinha no chão, riscos na parede e muita cor e barulho. Relaxe e permita que suas crianças brinquem livremente, explorando e criando, ela ainda terá muito tempo para a vida de adulto, com todas as responsabilidades que o futuro vai exigir.

Que tal ousar e colocar a mão na massa em prol de uma vida mais lúdica? Comece hoje mesmo, sem cobranças e sem elevar as expectativas. Use sucata, brinquedos ou simplesmente a imaginação. Deite, role e deixe a alegria tomar conta do momento em família.

Simone Steilein Nosima – Psicóloga e Coach – CRP: 08/09475