Porque você não deve mentir na entrevista de emprego

Não vale de tudo para conseguir a vaga, é preciso ser coerente com seu perfil e suas realizações.

Quem nunca ficou inseguro ao participar de uma entrevista de emprego? O momento gera incertezas e ansiedade, principalmente quando é a vaga dos seus sonhos. Então, vem a mentalização de um roteiro perfeito do que dizer para conquistar o cargo, mas saiba que não vale de tudo neste processo, a sinceridade tem um peso muito grande em todas as fases.

O objetivo da análise de currículo e da entrevista de emprego é buscar a pessoa que mais se adequa ao perfil da vaga e da empresa. Isso envolve conseguir arcar tecnicamente com a tarefa proposta e ter uma adaptação mais rápida ao perfil da empresa, incluindo relacionamento com os colegas de trabalho, maneira como lida com cobranças, equilíbrio emocional, dentre vários tantos outros.

Quando você diz que lida bem com a pressão e isso é mentira, você corre o risco de viver num ciclo de ansiedade elevado, sendo cobrado ao extremo e sem conseguir dar conta da cobrança com a seriedade e calma que o cargo e a empresa exigem. No momento da entrevista pode não perceber o impacto dessa mentira, mas acredite, se a empresa perguntou é porque isso é importante na rotina de trabalho.

Às vezes sua competência técnica não está totalmente de acordo com o solicitado no anúncio da vaga e isso nem sempre é ruim. Quando você sabe o que quer para sua carreira e o que o mercado exige para te contratar numa vaga dessa, prepare-se. A empresa está considerando que não precisará de tanto tempo para treiná-lo na função e, certamente, a mentira ficará evidente em algum momento.

Avalie se seu perfil comportamental é compatível com o perfil da empresa. Algumas empresas são conhecidas no mercado por terem um perfil mais agressivo, outras mais conservador. Informe-se com sua rede de contatos sobre a empresa, avalie se esta realidade é adequada para seu estilo de vida e o que deseja para você.

Manter um discurso com base na sinceridade ajuda a manter uma linearidade e clareza durante a entrevista, aumentando a possibilidade de demonstrar seus diferenciais e as vantagens da sua contratação. Por mais que tenha planejado bem o que iria dizer, quando o recrutador é bom, ele poderá perceber o que é verdade ou não no seu discurso.

Não aposte tudo na entrada, lembre-se que existe o período de experiência. Ser contratado não é tudo, ainda terá três meses para ser realmente efetivado. Aquela mentirinha para facilitar sua entrada pode ficar evidente, fazendo com que você seja desligado na experiência.

A entrevista é uma forma da empresa te conhecer e vice-versa. É a oportunidade de a empresa avaliar seu perfil e de você saber como é o estilo de trabalho e a tarefa que vai desempenhar, questionar sobre o salário e benefícios e avaliar se aquela vaga te atrai. Quando os dois lados conseguem ser coerentes com o seu discurso, o resultado pode ser uma parceria de muito sucesso.

Simone Steilein Nosima – Psicóloga e Coach – CRP: 08/09475